Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Melhor Amiga Procura-se

Melhor Amiga Procura-se

O luxo de poder ir almoçar a casa

Existem muitas coisas que nós não damos valor nenhum, pois são "dados adquiridos"… Um exemplo disso é o privilégio que eu tenho de poder ir almoçar a casa.

Até há uns tempos, não dava muito valor a isto, pois era algo “normal”, mas um dia destes parei um pouco, olhei em redor e vi o luxo que isso era. Pois não me imaginava a ter que ir almoçar à cantina (como nos tempos de escola), a ir todos as dias ao restaurante, ou mesmo a ter que levar a comida para o trabalho.

Agora cada vez que penso nisso vejo o privilégio de viver perto do trabalho, pois além de ter comida caseira e saborosa à minha espera (ou não), também tenho o meu sofá , sempre a piscar-me o olho, para eu me ir sentar nele e relaxar, antes de regressar ao trabalho.

Isto não quer dizer que eu não goste de almoçar com os meus colegas e que não o faça frequentemente, mas lá que sabe bem mudar de ares, sabe .

PS: Também é bom ir almoçar a casa, pois dá sempre para fazer qualquer coisa...

eat-1260820_1920.jpg

 

 

 

A frontalidade magoa…

Infelizmente cada vez mais me convenço que ser frontal é mau, aliás é péssimo…. Sempre que sou frontal, acabo por sofrer com isso, pois as outras pessoas não sabem aceitar uma critica, ou mesmo uma opinião diferente. Chego inclusive à conclusão que mais vale vivermos num mundo de pessoas cínicas, onde só dizemos o que os outros esperam ouvir e assim vivemos todos felizes e contentes sem ninguém se chatear.

Este cenário era giro, mas eu não consigo ser assim, tenho que dizer o que penso e tenho que dizer às pessoas de direito, pois se sei falar delas “nas costas”, tenho que ser “mulherzinha” e dizer-lhes na "cara" e depois admiro-me que as pessoas passem a não gostar de mim…

Enfim, temos que aceitar as consequências dos nossos atos e neste caso prefiro aceitar e viver de consciência tranquila, do que viver a vida, de uma maneira cínica.

women-1586480_1920.jpg

 

 

Mas onde é que ela andou?!

Não sei bem como começar este post, acho que perdi o jeito (isto é, se alguma vez o tive ), mas para quem chegou hoje pela primeira vez, eu criei este blog em 2016, como se fosse a “minha melhor amiga”, pois era o lugar onde vinha contar o que se passava pela minha cabeça… Andei por cá um ano e pouco e de repente pufff… Desapareci… Sem nunca dar uma justificação…

Recebi ainda alguns e-mails e comentários a perguntar o que se passava comigo, mas eu nunca respondi… Sim eu sei, fui super mal educada, peço desculpa… Mas a verdade é que eu criei um bloqueio qualquer em relação ao blog…

O que se passou foi que eu deixei de ter tempo para respirar, fará para vir atualizar o blog e acompanhar os blogs que gostava, o que fez com que tivesse que passar o blog para último plano… Mas também porque andava com a cabeça noutro lugar… Sendo assim, tudo o que lembrava o blog causava-me tristeza, pelo que preferia nem abrir a página do blog, ou mesmo o e-mail… posso dizer que só voltei a abrir esta semana, quando pensei em regressar de uma vez por todas.

O que posso dizer deste ano que passou?! Que sou outra pessoa, aliás quem não o é?! A vida todos os dias no ensina qualquer coisas e nos faz crescer… Mas continuo com as minha tolices e agora em vez de uma filha, tenho dois filhos (um casal).

Vou regressar aos poucos… Pelo que, vou começar a fazer apenas um post por semana à quarta-feira… Sejam bem-vindos (de volta)…

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D